Primeiro atendimento do “DF Libras” ocorre em Sobradinho

Programa lançado pelo GDF facilita a comunicação entre pessoas surdas e servidores públicos, com a ajuda de intérpretes que atendem em formato online

Nesta terça-feira (12), no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Sobradinho, o “DF Libras” entrou em funcionamento, com a apresentação do QR Code que permite a interação entre servidores, surdos e intérpretes da empresa ICOM, responsáveis pelo atendimento. Na ocasião, a solicitante procurou informações sobre o Cadastro Único e o Benefício de Prestação Continuada.

Programa facilita a comunicação entre pessoas surdas e servidores públicos, com a ajuda de intérpretes que atendem em formato online | Foto: Divulgação/SEPD-DF

Nesse sentido, a pessoa surda Ana Lúcia Alves, que foi assistida na ocasião, demonstrou a importância da iniciativa para a independência dela. “Sentimos que era necessário isso acontecer, porque nem sempre tínhamos intérpretes disponíveis, e agora ficou muito mais fácil, além de facilitar a nossa autonomia”.

O Governo do Distrito Federal (GDF) pretende implementar o “DF Libras” em todos os órgãos do governo para tornar a acessíveis os serviços prestados à sociedade, com agilidade e compromisso com quem procura orientação pública.

Importância do DF Libras/CIL On-Line

O Governo do Distrito Federal (GDF) pretende implementar o DF Libras em todos os órgãos do governo para tornar a acessíveis os serviços prestados à sociedade

Para o secretário da Pessoa com Deficiência, Flávio Santos, a ferramenta garantirá autonomia, não só para o cidadão surdo, mas para os órgãos que receberem os totens. “O programa é uma importante conquista alcançada neste governo, porque permite o serviço de interpretação em Libras em tempo real, por meio de videoconferências. A pessoa surda poderá se comunicar de maneira rápida e eficaz”, completou ele.

Waldimar Carvalho, diretor de Acessibilidade Comunicacional da SEPD-DF, destaca que indivíduos surdos como ele enfrentam diversas dificuldades de comunicação, o que deve mudar com a implementação da CIL On-Line. “Eu fico muito feliz com o lançamento dessa ferramenta e com o apoio que o GDF dá à comunidade surda. É um serviço que vai funcionar 24 horas por dia, 7 dias por semana”, explica Waldimar.

*Fonte: Agência Brasília, Edição: Igor Silveira, com informações da Secretaria da Pessoa com Deficiência do Distrito Federal (SEPD-DF)