O giro pelo norte do DF teve início em novembro de 2023 e se estende até maio deste ano.Publicado: 22 Abril 2024

A Cantoria de Repente, originária do Sertão Nordestino, está presente no centro do país desde a construção da Capital Federal e tem como seu principal polo a Casa do Cantador em Ceilândia, localizada na região sul do DF. No entanto, essa cultura popular também se faz presente no norte, como nas regiões de Planaltina e de Sobradinho. Onde pioneiros contribuíram para a difusão dessa cultura popular de cantoria de viola nordestina, como também é conhecido o Repente.

Reafirmar a presença dessa cultura nessas duas localidades se faz relevante pela importância de reforçar a identidade cultural das comunidades locais. Assim sendo, o violeiro e cantador nordestino Osnir Soares, que hoje reside em Planaltina, percorreu espaços públicos apresentando o Repente acompanhado de Chico de Assis e João Santana, duas referências no DF e Brasil afora.

Em cada pauso, com passagens por Paranoá e Asa Norte além de Sobradinho e Planaltina, foram apresentados aos moradores estilos distintos de Repente, entre eles: Sextilhas, Motes de 7 e 10 Sílabas, como Mourão, Galope à Beira-Mar, Oitavas, Décimas, 7 Linhas, Quadrão e Martelo Alagoano. Nesses encontros, foram distribuídos livretos de literatura de cordel, arte de igual origem e que retrata hábitos e costumes de tradição rural e matuta.

Com a realização deste projeto, que tem como base a criação e o fortalecimento de uma identidade cultural própria, cerca de 2 mil moradores, de gêneros distintos e diferentes faixas etárias, terão a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre suas origens. O giro pelo norte do DF teve início em novembro de 2023 e se estende até maio deste ano, com passagens por feira, escolas públicas, centro de tradições, em Sobradinho, e complexo cultural, em Planaltina.

Próximas apresentações:

Dia 25 de abril às 11h na Escola Classe Alta-mir de Planaltina;

Dia 26 de abril às 13h30 na Escola Classe Alta-mir de Planaltina;

Dia 2 de maio às 15h no Centro de Ensino Fundamental 19 de Ceilândia.

Ainda serão agendadas apresentações em Escolas do Paranoá, Planaltina, Sobradinho e Asa Norte, além de uma no Complexo Cultural de Planaltina.

O projeto conta com fomento do Fundo de Apoio à Cultura do DF

Fonte: Território Comunicação, Foto: Território Comunicação/Divulgação– (Osnil Soares. Crédito: arquivo pessoal)