Sorteado escolhe um livro, leva para casa e prepara uma apresentação para os colegas com ajuda da família

O Centro de Ensino Infantil (CEI) 01, em Sobradinho, adotou uma forma criativa para incentivar a leitura dos seus 274 alunos de 4 a 6 anos de idade. A cada semana, um sorteio escolhe um contador de histórias entra os alunos, que escolhe um livro para levar para casa e preparar uma apresentação para seus colegas, com ajuda da família. A iniciativa se chama Maleta Mágica e faz parte do projeto de incentivo á leitura da escola, chamado de Quintal Encantado, que acontece durante todo o ano escolar.

A sorteada da semana passada foi Maria Fernanda, 5 anos, aluna do segundo ano da educação infantil. Ela escolheu o livro O Gato Xadrez “porque gosta muito de gatos” e o levou para casa, onde teve ajuda do pai, Rodrigo Borges, para ler a história e criar uma apresentação para a turma. Com o rosto pintado e com orelhinhas de gato, ela contou a história para os colegas.

“Eu acho muito importante a participação dos pais nos projetos da escola, ajudando nos deveres de casa e nas atividades que trazem. Com a Maleta Mágica tivemos momentos agradáveis em família na preparação da contação da história e pudemos recordar também nossa época de escola. Eu tenho notado um desenvolvimento na desenvoltura da Maria Fernanda depois que esse projeto começou”, conta o pai da menina.

Lis Mota, 5 anos, também já foi contadora de histórias e gostou muito da experiência de apresentar um livro para seus colegas. “Eu usei um bonequinho de papel e sapatos de uma centopeia para contar minha história. Foi muito legal”, disse.

A Maleta Mágica é uma ampliação do projeto de incentivo à leitura que já acontecia na escola chamado Quintal Encantado. Na primeira fase, acontece um evento de lançamento para toda a escola, onde os alunos recebem suas sacolas para livros e as personalizam com desenhos. Num segundo momento, cada professor realiza uma contação de história para seus alunos e então, as crianças passam a participar levando livros que escolhem da biblioteca da escola para casa. O intuito é lerem suas histórias escolhidas com suas famílias durante o final de semana.

Além dos alunos levarem livros de sua escolha para casa em suas sacolas de leitura, eles passaram a ser contadores de histórias. O projeto, que já era um sucesso na escola, ganhou um toque especial com a entrada de novas professoras que trouxeram a ideia da Maleta Mágica. A cada semana uma criança do segundo ano é sorteada para levar um livro na maleta mágica para casa e junto da sua família preparar a contação da história para sua turma na semana seguinte.

“Nós sempre incentivamos a leitura aqui, com as sacolas dos livros. Mas, a partir de 2018 introduzimos a contação de histórias, ideia trazida pelas professoras que chegaram naquele ano. E tivemos um feedback muito positivo dos pais, relatando uma transformação das crianças na forma de se expressarem, interagindo mais”, conta Cristiane Costa, professora há 22 anos da escola.

Os objetivos do projeto são: desenvolver a linguagem oral, estimular o gosto e o prazer pela leitura, envolver as famílias no processo de desenvolvimento do projeto e promover momentos desafiadores colocando as crianças como protagonistas da aprendizagem.

Projeto de leitura do CEI 01 de Sobradinho-fotos jotta casttro

Fonte:Lívia Barros, Ascom/SEEEDF,  Secretaria de Estado de Educação do DF