Autor do PL, o Deputado Ricardo Vale espera que a nova data incremente os investimentos públicos e privados na cena do rock local

O parlamentar também é o autor da Lei nº 567/2015, que declara o Rock Brasiliense como Patrimônio Imaterial do DF. Para ele, essas datas movimentam a cena cultural e provocam o poder público para novas políticas de incentivo. “Com essas ações, estamos reconhecendo o potencial da nossa cidade, como berço de tantos talentos, e preservando a nossa história musical”, explica o parlamentar.

Ricardo Vale também conversou com Philippe Seabra, da Plebe Rude, sobre a criação de um museu do rock. O distrital apadrinhou o projeto e prometeu atuar diretamente junto aos órgãos do Executivo para que a proposta saia do papel. “É uma ideia maravilhosa de músicos e produtores preocupados com um acervo incrível que eles já têm. Nossa intenção é que esse museu seja um bem do DF para todo o país”, enfatiza.

Fonte: Comunicação Ricardo Vale (PT)