Raimundo Reis cultiva gravioleira há cerca de 8 anos, na região do Lago Oeste. Árvore quase foi cortada para construção do quarto de uma das filhas.

Uma gravioleira de um metro de altura, em 2014, se transformou em uma árvore com cerca de 6 metros que, em 2023, dá frutos gigantes 🌱. Um deles pesa quase 11 quilos 

O aposentado Raimundo Reis, de 70 anos, que cuida da árvore desde que comprou a chácara no Núcleo Rural Lago Oeste, em Sobradinho, no Distrito Federal conta que ficou impressionado com o tamanho da graviola que ainda não está madura. “Ela é do tamanho de uma jaca.”

Raimundo gravou um vídeo onde mostra a fruta e diz que nunca havia visto uma graviola tão grande. Ele chamou a fruta de “campeã das graviolas“.

De acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), há dois tipos de gravioleiras mais cultivadas no Brasil:

  • Nordestina: com frutos em formato de coração (condiforme) e peso entre 1,5 kg 3 kg 🍃
  • Morada: frutos grandes que pesam de 3 kg a 10 kg 🍃

Quando Raimundo Reis comprou a chácara, o pé de graviola já estava plantado, por isso, ele não sabe dizer qual é o tipo da árvore.

Árvore quase foi cortada

Graviola é a maior já produzida pela árvore no terreno de Raimundo Reis. — Foto: Reprodução/Raimundo Reis

Graviola é a maior já produzida pela árvore no terreno de Raimundo Reis. — Foto: Reprodução/Raimundo Reis

Durante a construção do quarto de uma das filhas, Raimundo diz que pensou em cortar a gravioleira. No entanto, a família optou por incorporar a árvore ao planejamento da construção.

A entrada do quarto da filha de Raimundo acabou ficando em frente ao pé de graviola e, ao redor da árvore foram colocados azulejos e uma mureta. Para evitar qualquer produto químico que possa afetar a árvore, o aposentado diz que a varanda do quarto é lavada somente com água.

“Trato ele [o pé de graviola] como a minha galinha dos ovos de ouro, com carinho. Já adoro planta, tenho um cuidado com as minhas plantinhas. Demoro para ir almoçar para ficar com as minhas plantas. Eu converso com elas”, diz o aposentado.

Sabor

Graviola em imagem de arquivo — Foto: TV Globo/Reprodução

Graviola em imagem de arquivo — Foto: TV Globo/Reprodução

“Adocicado com um pouquinho de azedinho”, diz Raimundo sobre o sabor das graviolas produzidas na sua chácara. Em relação a fruta gigante, o aposentado acredita que não vai demorar muito para experimentá-la.

“Até sábado ela deve cair”, disse Raimundo ao g1, nesta quarta-feira (22).

Nas outras safras, as frutas pesaram entre 5 kg e 8 kg, conta o aposentado. No ano passado, ele chegou a vender algumas graviolas porque as polpas já não cabiam mais na geladeira e no congelador da casa.

Segundo a Embrapa, a gravioleira – que é uma planta tropical – gosta de temperaturas entre 21°C e 30°C e que “vegeta de maneira ininterrupta, ou seja, sempre produz frutos”.

Fonte: g1 DF