Integrante da Comissão de Educação, Saúde e Cultura, o Deputado Distrital Ricardo Vale (PT) procurou a Secretaria de Saúde do Distrito Federal para pedir providências quanto ao déficit de Agentes de Vigilância Ambiental em Saúde (AVAS) e Agentes Comunitários de Saúde (ACS) na Capital Federal. Com mais de 70% dos cargos vagos, que deveriam ser ocupados por profissionais das carreiras, o DF corre o risco de um apagão na Saúde com o encerramento de contratos temporários não só dos agentes, como também de fisioterapeutas, fonoaudiólogos e psicólogos.

Atualmente, os temporários que atuam como ACS e AVAS representam 50% da força de trabalho disponível nas áreas dentro da Secretaria de Saúde. Entretanto, aproximadamente mil famílias desses profissionais correm o risco de ficar sem sustento com o fim dos contratos temporários. Por isso, o parlamentar pede a renovação imediata das contratações e a realização de concurso público para a redução da demanda de mão de obra.

Após o envio do ofício, o parlamentar aguarda o retorno da Secretaria e já se disponibilizou para ajudar na construção de uma saída, inclusive, intermediando a prorrogação dos contratos com o Tribunal de Contas do DF (TCDF).

Comunicação Ricardo Vale (PT)