Os brasileiros Caio Bonfim e Viviane Lyra confirmam favoritismo ao vencer os 20km na Copa Brasil da Marcha Atlética

Caio Bonfim e Viviane Lyra, presentes na Copa Brasil de Marcha Atlética (Wagner Carmo/CBAt)

Caio Bonfim e Viviane Santana Lyra dominaram a prova dos 20km e venceram a Copa Brasil de Marcha Atlética na manhã deste domingo (18) em Vitória, Espirito Santo. A competição abriu a temporada nacional da especialidade de 2024 num circuito de 1 km na Mata da Praia.

“Foi uma das Copas mais rápidas da história, o que faz toda a diferença para começar a temporada motivada. A organização está de parabéns por um circuito excelente, hospedagem muito boa, banheiro bom, horário correto… tudo bom. O clima ajudou também – tinha umidade, mas estou acostumada. Foi ótimo, um início de temporada com tempo equivalente ao do challenge de Portugal, do ano passado, quando eu fiz 1:30.57”, afirmou Viviane.

A Copa do Brasil iniciou a corrida pelos índices olímpicos e para o Ranking por Pontos para os Jogos de Paris. Vale destacar que Caio Bonfim e Viviane Lyra já estão com vaga garantida nos 20 km para a Olimpíada. 

Busca pela vaga no revezamento misto

No feminino, Viviane (Praia Clube/Exército/Futel-MG) confirmou o favoritismo ao completar os 20 km em 1:30:53. Agora com a saúde recuperada destacou o seu desejo de ajudar o revezamento misto na marcha atlética para buscar uma vaga olímpica para o Brasil. 

“Estou treinando bem e saudável. Com esse início de temporada me sinto feliz, motivada. Os critérios ainda não estão definidos, mas se eu puder fazer o revezamento em Antalya com essa fera, o Caio Bonfim, vamos buscar a vaga para o Brasil”, completou a atleta.

Portanto, o segundo lugar da prova ficou deste domingo ficou com Gabriela Muniz (CASO-DF) ao fazer o tempo de 1:44:01 e Bruna Batista de Oliveira (AABLU-SC) terminou na terceira colocação com 1:46:10..

20 km masculino: favoritismo de Caio Bonfim

Como já era de se esperar, Caio Bonfim (CASO-DF) foi o grande destaque do evento e chegou a conquista do seu 13° título da competição na categoria adulta. Matheus Gabriel Correa (AABLU-SC) foi o segundo colocado (1:22:38) e Lucas Mazzo (CASO-DF), o terceiro (1:23:33). 

“É a Copa Brasil mais rápida da história. Em Brasília-2023, eu havia feito 1:21:55. E até o quarto colocado fez 1:23”, disse Caio. 

Além disso, no ano passado Caio foi medalhista de bronze no Mundial em Budapeste e eleito o melhor do atletismo de 2023 no Prêmio Brasil Olímpico do COB. Assim como Viviane, o brasileiro também tem o desejo de contribuir com a conquista da vaga na maratona de revezamento misto.

Outras competições

O próximo compromisso dos atletas é o Campeonato Sul-Americano de Recife (PE), que acontece no dia 10 de março.

Fone:  Maíra Graça/ olimpiadatododia.com.br – Foto: Wagner Carmo/CBAt