Sábado tem mistura brasileira: sertanejo, dança e MPB

A sexta edição do ARTE NA PRAÇA segue de vento em popa, na Praça das Artes Teodoro Freire de Sobradinho, nas noites de sábado. Os dois primeiros eventos mostraram que o projeto tornou-se uma opção cultural e de lazer de qualidade que caiu a preferência de Sobradinho e adjacências.

Na noite deste sábado, 30 de setembro, com a primavera presente e a lua cheia no céu, espera-se outro grande fluxo de pessoas ansiosas para ver, novamente, a eletrizante apresentação da dançarina Karol Thayná e sua equipe, que executam exóticos números de dança do ventre, portando figurinos tão chamativos como os de Sherazade, nas Mil e Uma Noites.

A Parte musical da noite, também, é aguardada com muita expectativa. Dois grandes valores artísticos, com muita estrada percorrida pelo País, vão subir ao palco. Trata-se do cantor e compositor sertanejo Beto Montes Claros, que atuou em cidades como Belo Horizonte e São Paulo; e da exímia intérprete de MPB Rayara Correia, que é natural de Sobradinho e já ocupou importantes palcos da Capital.

BETO MONTES CLAROS

O cantor e compositor, Beto Montes Claros, desde os 13 anos, já se apresentava em festivais no norte de Minas e em bandas de Montes Claros. Lá, aprimorou sua carreira em bailes e barzinhos, depois mudou-se para Belo Horizonte, onde filiou-se à subeção da Ordem dos Músicos do Brasil e tocou nas bandas Sentimento Sertanejo, Nova Geração e Samantha.

Na capital mineira, Beto continuou se apresentando em festas, bares e restaurantes e seu trabalho alcançou grande repercussão, o que lhe permitiu gravar o CD autoral Nascer, em 2000, no estúdio Nas Montanhas, pelo selo da gravadora Lazer Corporation.

A canção Chegada foi uma das mais tocas nas rádios de BH, na época, e o álbum Nascer foi lançado, também, em São Paulo, na Bienal Web Exposhow, no Parque Ibirapuera, onde Chegada alcançou também grande repercussão e abriu novas portas para o cantor e compositor.

Para nossa sorte, Beto Mons Claros, hoje, reside em Sobradinho, onde estabeleceu parceria com os músicos da Cidade Serrana, e segue sua carreira participando de eventos culturais, festas, bares e restaurantes, em Brasília e no entorno da Capital, apresentando sempre um repertório animado, que vai da MPB, passa pelo forró e chega ao sertanejo.

Na Praça das Artes, Beto vai apresentar, ao lado de sua banda, um show que ele denomina de “forronejo”, com muito modão e forró e (quem sabe?) belas toadas, como Tocando em frente e Romaria.

RAYARA CORREIA

Rayara Correia é um talento, legitimamente sobradinhense, que se profissionalizou há mais de 15 anos e tem na estrela Marisa Monte a referência para sua carreira. Daí, se espera muita qualidade no seu gig (show) deste sábado, quando ela será acompanhada por Athosalém (violão), PG Mansus (baixo) e Sonny Heros (bateria).

Rayara já se apresentou em espaços renomados de Brasília, como o Clube do Choro e Feitiço Mineiro. Ano passado, ela fez oito apresentações no evento Natal na Torre, patrocinado pelo BRB.

Ela também se apresenta pelo País com banda de baile e faz shows em eventos corporativos. Já cantou no Aeroporto Internacional de Brasília e em barcos de passeio pelo Lago Paranoá. Este ano, abriu o show de Renato Teixeira, em Paracatu-MG, no evento Minas ao Luar.

Ela adianta que o repertório do seu show na Praça, sábado, será uma mistura de “brasilidades e pop internacional”. E Arremata: “Vai ter músicas da Marisa Monte, que nunca podem faltar no meu show.”

Tags:

  • #Arte e Cultura
  • #Artesanato
  • #Arte na Praça
  • #Brasília
  • #Sobradinho DF

Fonte: José Edmar-Jornalista/ Ascom – Artise