A 35ª DP tomou conhecimento de que um indivíduo estaria tentando matar a própria esposa no bairro Buritizinho. Uma equipe passou a diligenciar localizando a vítima.

Nesta DP ficou claro que o infrator teria injuriado, ameaçado e tentado matar a vítima em face desta ter tomado conhecimento de que o criminoso teria praticado abusos sexuais contra a própria filha do casal, de apenas 15 anos.

A jovem vítima teria tomado coragem de contar a uma irmã sobre os abusos que sofrera. As irmãs procuraram a mãe para relatar os fatos. Então, a mãe fora procurar pelo marido para os esclarecimentos. O marido, embriagado, passou a negar os fatos e a agredir a esposa e, usando uma faca, tentou matá-la.

Durante as investigações, esta delegacia teve ciência de que o criminoso, na verdade, cometera abusos sexuais contra as três jovens, sendo a mais nova sua filha e as demais suas enteadas.

As duas enteadas saíram da casa da família ainda adolescentes em face dos abusos sofridos e, por serem ameaçadas, só agora tiveram coragem de revelar os fatos.

A forma de agir do criminoso fora sempre a mesma, aproveitando-se da ausência da esposa para cometer os mais diversos abusos contra as adolescentes.

A filha mais jovem, de 15 anos, foi a primeira a ter coragem de trazer à tona os fatos, pois vinha sendo abusada desde os 12 anos. Foram anos e anos nessa situação.

O criminoso foi preso em flagrante ontem, 02, pela Lei Maria da Penha, por tentar contra a vida da própria esposa e ainda foi preso preventivamente por estupro e estupro de vulnerável contra a filha e contra as enteadas.

Se condenado, poderá passar até 30 anos preso.

Fonte: PCDF