Quando afago teus cabelos!

Faço isto a sorrir.

Quando beijo tua boca,

Penso logo no porvir.

***

Pois vejo este porvir

Com muita realidade,

Sinto só ter alegria,

E nem um pouco de saudade.

***

Pois o nosso amor é lindo,

E cheio de esperança.

Quando estou perto de ti,

Vejo-te como criança.

***

Mas, uma criança grande,

E repleta de carinho

E também cheia de sonhos,

Envolvendo o meu destino.

Fonte: Vivaldo Terres – Escritor , Poeta e Colaborador do Jornal de Sobradinho