O mandatário do Sobradinho ainda falou sobre os preparativos do Leão da Serra visando às quatro competições que disputará em 2019

 

Em entrevista ao Programa Bola Na Rede da Rádio DF10 de Brasília, o presidente do clube que é o atual campeão do Distrito Federal, o Sobradinho Esporte Clube, falou sobre os preparativos do Leão da Serra visando às quatro competições que disputará em 2019.

 

Washington Borges que assumiu o comando do Sobradinho no final de 2017, quando o então presidente do clube, o ex-volante Túlio Guerreiro, foi assumir a gerencia de futebol do Goiás Esporte Clube, começou falando dos trabalhos que estão sendo realizados pela diretoria do campeão candango de 2018:

 

“Estamos montando nossa comissão técnica, buscando manter praticamente a que levantou o título de Brasília este ano. Temos uma dificuldade que estamos trabalhando, pois nosso treinador o Vitor Santana não tem ainda o certificado exigido pela CBF para ocupar a função em 2019. Queremos contar também com a experiência do nosso gerente de futebol Reinaldo Gueldini. Quanto ao elenco, também estamos trabalhando para termos uma equipe competitiva, pois teremos quatro campeonatos a disputar no ano que vem”, disse Washington Borges, presidente do Sobradinho.

 

Quanto ao estádio Augustinho Lima, em Sobradinho, onde o clube manda seus jogos, o presidente do Leão da Serra falou que: “A CBF está fazendo a vistoria do nosso estádio. Gostaram bastante do gramado. Estamos providenciando também a instalação do sistema de iluminação artificial. O Deputado Distrital Ricardo Valle trabalhou para que uma emenda parlamentar trouxesse verbas para a recuperação de nossa praça esportiva. Queremos arrumar também os alambrados, cabines de imprensa e arquibancadas. Acho vergonhoso o que ocorre hoje com a imprensa esportiva. Como o estádio é público, colocaram uma grade que impede a geração de imagens de televisão e impede que os narradores de rádio possam realizar seu trabalho, pois a grade tava a visão dos profissionais. É um grande desrespeito com a categoria”, disse o presidente do Sobradinho.

 

Washington Borges mandou um recado para o novo Governador de Brasília, Ibanês Rocha que irá assumir o cargo dia 1º de janeiro de 2019: “Senhor Governador: Desejo que o senhor realize um grande governo. Mas olhe com carinho para o futebol de Brasília. Os custos são altos para mantermos uma equipe profissional. Hoje temos um patrocínio do Banco de Brasília que nos dá somente R$ 100 mil para cada agremiação. O nosso custo gira em torno de R$ 600 mil reais. Ajude-nos governador. Também, quem sabe esta nova gestão que comandará o Distrito Federal possa liberar as praças esportivas do DF que são todas públicas, para que os clubes as gerenciem e cuidem delas. Vamos trabalhar para que o futebol candango volte a crescer, Governador”, disse o presidente do Sobradinho Esporte Clube, Washington Borges.

 

A equipe do Leão da Serra disputará além do Candangão, a Copa do Brasil, a Copa Verde e a série D de 2019, ao lado do Brasiliense que foi o vice-campeão candango de 2018.

 

Por Sérgio Porto/Futebol Interior