Participantes da audiência pública da Câmara Legislativa, na noite desta segunda-feira (17), referendaram a oficialização do nome Avenida 425 para a via que faz a ligação da DF-150 à BR-020, em Sobradinho II. O autor da proposta (PL 679/2019), que estabelece a categorização daquela avenida, deputado João Cardoso (Avante), explica que a nomenclatura vai facilitar o endereçamento, a localização dos condomínios adjacentes e a solicitação de serviços públicos, e que a proposta vem para sanar conflitos existentes referentes ao endereçamento de estabelecimentos na região.

O evento foi a primeira audiência pública da CLDF com tradução simultânea em Libras, e foi transmitido ao vivo pela TV Web CLDF e pelo canal da Casa no Youtube, com participação pelo e-democracia.

Morador da região há mais de duas décadas, João Cardoso destacou que a nomenclatura oficializando a avenida é uma antiga reivindicação da comunidade, ao argumentar que a via (antiga rodovia DF-425) está em ambiente urbano e integra a vida local. “Aquela região, local que moro há mais de 25 anos, prosperou, tomou vida própria. Hoje possui comércio ativo, PECs, igrejas, escolas e ponto de encontro da comunidade que ali vive”.

Em apoio à proposta, síndicos de condomínios daquela região se manifestaram na audiência, como Alexandre Aparecido Januário, do condomínio Vivendas Serrana. “Podemos, a partir de agora, resolver o problema do endereçamento”, esclareceu, ao acrescentar que a identificação do “endereço correto vai facilitar pra todos”. Por sua vez, o síndico do condomínio Jardim Vitória, Gleuton Luiz Oliveira, considerou que a denominação vai ser positiva para o comércio local.

Fiscalização

A fiscalização no trânsito de caminhões e bitrens de alta tonelagem naquela via foi uma das principais reivindicações feitas pelos síndicos, a exemplo de Djalma Ávila, do condomínio Vivendas da Serra, que ainda indagou sobre a manutenção da nova avenida. Em resposta, Cardoso explicou que a própria administração regional pode fazer pequenos reparos na via, sendo que obras maiores devem ser feitas pela Novacap. O síndico do condomínio Bem-Estar, Wellington Tavares, também solicitou policiamento na área.

Na avaliação do superintendente de trânsito do Departamento de Estradas e Rodagens (DER), Elcy Osório, é importante a alteração da nomenclatura uma vez que a DF-425 não pertence ao sistema rodoviário do DF desde 1998, quando passou a ser gerenciada pela Administração Regional de Sobradinho II. Ele ainda esclareceu que a via não foi projetada para o tráfego de caminhões pesados e endossou a necessidade de fiscalização pelo Detran.
Instalação de calçadas, ciclovias e parada de ônibus foram outros pleitos dos moradores. As demandas serão levadas à Administração Regional de Sobradinho II, segundo seu representante, Rodrigo Araújo.

Com informações de Franci Moraes / Agência CLDF