Três candidatos concorrem à sucessão de Adelmir Santana

 

Os 27 sindicatos filiados à Federação do Comércio do Distrito Federal (Fecomércio-DF) elegerão o novo presidente da entidade no próximo dia 29 de janeiro, uma terça-feira. A eleição foi convocada pelo dirigente interino da entidade, Francisco Maia, que assumiu o posto após a renúncia do ex-presidente Adelmir Santana, anunciada na segunda-feira (7). Adelmir estava no cargo há 17 anos.

 

Tão logo Adelmir anunciou sua decisão, surpreendendo a todos durante uma reunião de diretoria, teve início uma intensa movimentação de bastidores de candidatos à sua sucessão. O próprio Maia se apressou em marcar uma audiência com o presidente da Confederação Nacional do Comércio (CNC), José Roberto Tadros, para entregar a carta-renúncia do ex-presidente e se colocar como interessado em permanecer na função.

 

Maia comanda o pequeno SindiEventos, um dos menores sindicatos filiados à Fecomércio, e conta com o apoio velado de seu antecessor. A segunda opção de Adelmir Santana seria o presidente do Sindicato do Fotógrafos e Cinegrafistas, Hélio Queiroz.

 

Na manhã de sexta-feira (11), foi a vez do presidente do Sindicato do Comércio Varejista (Sindivarejista), Édson de Castro, ir ao Rio de Janeiro pedir o apoio de Tadros para ficar no lugar de Santana. A seu favor, Castro tem um perfil mais independente em relação ao ex-todo-poderoso da Fecomércio-DF e o fato de estar à frente da maior entidade filiada à Federação local. Ao todo, o colégio eleitoral é composto por 40 delegados.

 

Fonte: Orlando Pontes/ BSB Capital