Assassino de empresário paraibano no DF se entrega após 2 anos de fuga

João Lucas Feitoza da Silva, de 22 anos, matou Clodoaldo Alencar Nóbrega após uma tentativa de assalto no dia 2 de agosto de 2017, em loja de motos em Sobradinho

João Lucas Feitoza da Silva estava foragido da polícia. Foto: Reprodução

Após dois anos e dois meses do crime, o assassino do empresário paraibano Clodoaldo Alencar Nóbrega  entregou-se na Divisão de Capturas e Polícia Interestadual do Distrito Federal (DCPI). De acordo com o delegado Hudson Maldonado, João Lucas Feitoza da Silva, de 22 anos, confessou ser o responsável por efetuar os disparos de arma de fogo dentro da loja de motos no dia 2 de agosto de 2017, em Sobradinho, cidade satélite de Brasília, no Distrito Federal.

Clodoaldo morreu aos 47 anos. Ele era natural de Pombal, na Paraíba, e dono de uma loja de motocicletas, local onde foi brutalmente assassinado após reagir a um assalto. O homem que efetuou os tiros vai responder pelo crime de latrocínio e pode pegar de 25 a 30 anos de prisão, segundo informou Maldonado.

A ação foi registrada pelas câmeras de segurança que mostram como aconteceu o crime. Na ocasião, o acusado entra na loja, pede a chave de uma moto, o dono não dá e o suspeito realiza disparos para o alto com o intuito de intimidar a vítima. Nesse momento o empresário reage e vai para cima de João Lucas, os dois caem ao chão e em seguida Clodoaldo é baleado na cabeça. Após isso, João Lucas foge.

“A prescrição do crime estava suspensa, sendo assim ele teria que cumprir a pena de qualquer maneira quando fosse pego. Passaram-se dois anos, mas nós nunca deixamos de procurá-lo. Ele se entregou com medo, já que o cerco estava cada vez mais se fechando”, explicou o delegado.