Brasil ganhou ainda outras quatro medalhas na competição, realizada em Lima (Peru)

Brasileiro Caio Bonfim é campeão sul-americano de marcha atlética
Caio Bonfim

O brasiliense Caio Bonfim e a carioca Viviane Santana Lyra foram os destaques do Brasil no campeonato Sul-americano de marcha atlética, disputado no último domingo, 8 de março, em Lima (Peru). Caio, medalha de bronze no Mundial de Londres 2017 e prata no Pan de Lima 2019, venceu os 20 km, com o tempo de 1:24:33, superando a liga equatoriana, liderada por Brian Pintado, campeão do Pan, que chegou em segundo lugar, com 1:25:32. Já nos 50 km, Viviane Santana Lyra foi a grande vencedora, com 4:41:07, seguida por Mayara Luize Vicentainer, com 5:00:28. A peruana Yoci Caballero ficou em terceiro lugar, com 5:09:59.

“Foi uma prova muito dura, com calor, O percurso tinha subidas e descidas, que exigiu muito. Foi muita disputada. E sair vitorioso é mais um degrau na temporada rumo aos Jogos Olímpicos de Tóquio”, comentou Caio Bonfim.

No total, o Brasil conquistou seis medalhas, com mais duasde prata e uma de bronze. O país foi representado na competição por 24 atletas – 12 homens e 12 mulheres – qualificados na Copa Brasil Caixa, disputada em fevereiro, no Recife.

Outra medalha de prata foi conquistada por Gabriela de Souza Muniz, nos 10 km sub-20. Ela completou as 10 voltas no circuito em 52:08. A campeã foi a equatoriana Domenica Valdez, com 51:14.

Nos 10 km masculino sub-20, mais duas medalhas. Prata com Kauan Domingues, com 45:39, e bronze com Paulo Henrique Ribeiro, com 44:39. O campeão foi o favorito equatoriano Oscar Patin, com 43:20.

“A participação brasileira foi excelente, com as conquistas do Caio e da Viviane, além de outras medalhas importantes. Toda equipe vestiu a camisa e apoiou todos os atletas nas provas. Ficamos atrás do Equador, por equipes, mas isso não é demérito. O Equador é forte na marcha no mundo inteiro “, comentou o presidente do Conselho de Administração da CBAt, Warlindo Carneiro da Silva Filho, que chefiou a delegação no Peru.

Fonte: CBAt – Foto: Alexandre Loureiro/COB