EMPRESÁRIO PRECISA SABER SEGURAR CLIENTES EM TEMPO DE CRISE

A instabilidade econômica que afeta o Brasil nos últimos anos impactou diretamente a vida financeira das pessoas e das empresas no país. Os cidadãos reduzem seu consumo por não terem uma renda alta e, consequentemente, as organizações perdem receitas por conta da baixa demanda de seus produtos e serviços. Não bastasse isso, o cenário é propício para o aumento da inadimplência pela dificuldade em pagar todas as contas em dia.

 

Assim, os empresários precisam lidar com um novo tipo de desafio: a recuperação do crédito em sua base de clientes. A melhor alternativa é buscar estratégias que ajudam as corporações nessa questão.

 

Veja o que fazer:

 

Defina os procedimentos de recuperação de crédito dentro de sua empresa. De um modo geral, as operações e procedimentos de cobranças vão ajudar as pessoas com dívidas a regularizem suas situações com as empresas. Além de limpar o nome do cliente, devolvendo a ele a possibilidade de consumo, a atitude também aumenta as receitas das corporações. Entretanto, o que dá certo para um pode não funcionar para outro. Identifique quais métodos funcionam melhor para realizar este contato com os usuários inadimplentes de sua base.

 

Identifique todas as informações dos inadimplentes. Antes de acionar as empresas de proteção ao crédito, a organização deve tentar resolver a cobrança da dívida de todas as formas amigáveis possíveis e sem constrangimento para as duas partes. Dessa forma, é preciso conhecer bem o perfil do cliente que possui a dívida, incluindo os motivos que o levaram a atrasar as contas.

 

Levante todas as informações disponíveis sobre ele em sua base para poder traçar um planejamento mais adequado. Quanto mais dados tiver, melhor será a abordagem para renegociação e maior a chance de sucesso. Enriqueça o perfil do consumidor para ser mais assertivo. Ter informações do usuário na sua própria base é importante, mas não pode ficar restrito apenas a estas informações – afinal, os dados podem estar desatualizados e, ao invés de ajudar, dificultam ainda mais a recuperação de crédito. É necessário enriquecer os dados para conhecer realmente esse público e criar estratégias completas e assertivas para a abordagem com o cliente.

 

Coloque o relacionamento com o cliente como prioridade Em um cenário de crise econômica, mais importante do que buscar novos clientes é manter um bom relacionamento com quem já compra na sua empresa. Portanto, quando uma pessoa deixa de efetuar um pagamento, procure entender o que está acontecendo com a vida dela e como você pode ajudá-la a superar esse momento. Pense nisso quando fizer a abordagem de recuperação de crédito: ofereça soluções que realmente sejam vantajosas para os consumidores e faça com que esta situação difícil transforme-se em algo positivo para a marca.

 

Determine o grau de importância dentro da empresa. Ganhar dinheiro é importante, sem dúvida, e a maioria das empresas deseja ter uma base de clientes sem inadimplentes. Contudo, esse trabalho de cobrança das dívidas é contínuo e também gera custos para a empresa: é preciso deixar os dados de cada consumidor atualizado e enriquecido e contar com uma estrutura para fazer essa abordagem. Por isso, defina a importância deste processo dentro de sua própria empresa. Compensa envolver diferentes equipes e ter um trabalho excessivo para se relacionar com os inadimplentes? Uma alternativa, por exemplo, é contar com parceria de empresas especializadas nestes procedimentos.

Por Bartô Granja, Edição Notibras – Foto/Arquivo Notibras