Trecho inaugurado em 1961 faz parte do Trevo de Triagem Norte, atual Complexo Viário Joaquim Domingos Roriz

| Foto: Acácio Pinheiro / Agência Brasília

O Governo do Distrito Federal (GDF), por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER/DF), já executou 95% das obras de ampliação do Trevo da Saída Norte. Estão prontas as duas pontes que darão suporte à existente – e que desafogarão o tráfego diário de mais de 100 mil veículos na região. Resta agora a restauração da ponte do Bragueto para que o trânsito seja liberado, o que tem previsão de ocorrer até o final de março.

Toda a estrutura viária da região – 15 “obras de arte”, na linguagem dos engenheiros, que são três pontes e 12 viadutos – foi rebatizada. Junto com o trecho que liga o balão do Torto ao Colorado, o conjunto leva agora o nome de Complexo Viário Joaquim Roriz. O decreto com a mudança foi publicado no Diário Oficial do DF em 4 de janeiro.

Esta é a primeira grande intervenção na ponte do Bragueto, inaugurada em 1961 para ligar a Asa Norte à Saída Norte de Brasília sobre o Lago Paranoá. A estrutura está sendo totalmente restaurada desde a sua fundação até a estrutura das vigas e lajes. A ponte é feita em concreto protendido – quando é estruturada em um grande vão com uma propensão de aço sem pilares de sustentação no meio.

| Foto: Acácio Pinheiro / Agência Brasília

Ciclovia

De acordo com o diretor-geral do DER/DF, Fauzi Nacfur, alguns pequenos ajustes – como a finalização dos 9 quilômetros de ciclovia – serão finalizados quando o trânsito for liberado sobre as novas pontes. “Estamos promovendo a liberação de um ponto crítico com grande concentração de veículos, e que vai melhorar a vida de milhares de moradores da região”, sintetizou.

O DER/DF espera concluir toda a construção do Complexo Viário Joaquim Domingos Roriz até maio. As obras de ligação Torto-Colorado foram prorrogadas por necessidade de alteração do projeto.

Fonte: Hédio Ferreira Júnior , da Agência Brasília