Escadarias do sótão viajam pelos seus medos,

são como os esqueletos presos às correntes

sempre fazem barulho, sempre lembram medos.

Cadáveres de pobres aves, pexeiras faíscam,

panelas com temperos borbulhando arte,

mais parecem festejos do interior.

Negras bonitas, cantos e enfeites nas ruas.

Violeiros escondem a cachaça na alegria.

Bebetto

Plano gratuito