1968 O ANO QUE NÃO TERMINOU.

O amargo ano de 1968 no Brasil foi marcado pela perda completa da inocência. A brutalidade, as atrocidades e as barbáries mostraram definitivamente suas faces mais perversas.