O Ministério Público do DF, por meio das Promotorias de Educação, se manifestou pela legalidade do projeto-piloto de gestão compartilhada de quatro escolas públicas com a Polícia Militar do DF. Para as promotoras de Justiça Cátia Gisele Vergara e Márcia da Rocha, o modelo está em sintonia com os princípios norteadores da educação, entre os quais a gestão democrática, a universalidade e a gratuidade do ensino público. Também contribui para as finalidades educacionais de pleno desenvolvimento, preparo para o exercício da cidadania e qualificação para o trabalho. A nota técnica é um reforço para a Secretaria de Educação, que deseja ampliar o projeto ainda neste ano para outras 36 escolas. Para isso, precisa de aprovação da Câmara Legislativa.

 

Por Ana Maria Campos/C.B.Poder publicado originalmente em 14/02/2019 as 8h07min no CB – Foto: Augusto Fernandes/ESP. CB/D.A PRESS