Sobradinho 2

O nome Sobradinho II surgiu devido à sua proximidade com a cidade de Sobradinho, de onde a maioria dos moradores migrou, devido à situação crítica com relação ao crescimento populacional. Diversos lotes abrigavam mais de uma família, que moravam em condições precárias. Como Sobradinho não possuía projeto de expansão territorial, em 1990, foi instituído o programa habitacional para a população de baixa renda, sendo implantados assentamentos em diversas cidades do Distrito Federal.

O Decreto Nº. 13.362 de 07 de agosto de 1991, publicado no DODF de 12/08/1991, declarou de utilidade pública, para fins de desapropriação, as glebas de terras de particulares, e direitos de arrendamentos de chacareiros das fazendas “Sobradinho” e “Paranoazinho”, com a finalidade de dar continuidade ao programa de assentamento da camada da população de baixa renda. Foram declaradas de utilidade pública para fins de desapropriação, a área de terras particulares situada na fazenda “Paranoazinho”, pertencentes ao espólio de José Candido de Souza Dias ou sucessores e todas as benfeitorias, acessões e direitos de arrendamento dos chacareiros existentes no local, como também na fazenda “Sobradinho”, lugar denominado como Largo do “Saco da Lagoa”. A área desapropriada foi de aproximadamente 177 hectares e era parte desmembrada de outra maior, anteriormente pertencente à Balbino Claro de Alarcão e de sua mulher, Franklina Dutra de Alarcão.

A área para implantação de Sobradinho II foi objeto de um projeto especial de urbanismo elaborado pelo extinto Instituto de Planejamento Urbano do Distrito Federal – IPDF, onde foram destinadas áreas para lotes de uso misto-comercial/residencial, residencial unifamiliar e comercial, serviços e institucional.

HABITANTES

A Região Administrativa de Sobradinho II possui uma população urbana aproximada de 71.805 pessoas, o que representa 3,4% do total populacional do Distrito Federal, com renda familiar estimada em 6,5 salários mínimos.

Primeira Missa

A primeira missa comemorativa pelo aniversário da cidade foi celebrada no dia 11 de outubro de 1991, pelo padre Jonas Vettoracci, ex-administrador regional da cidade de Sobradinho.

HISTÓRIA da RA XXVI

Sobradinho II, nome que surgiu devido sua proximidade com a cidade de Sobradinho, de onde a maioria dos moradores migrou, devido a uma situação crítica com relação ao crescimento populacional, pois diversos lotes residenciais abrigavam diversas famílias. Com o passar dos anos houve o inchaço populacional, dentro de uma área que não possuía ainda projeto de expansão territorial. (Conforme publicado no Diário Oficial do Distrito Federal da lei Nº 3.314, de 27 de Janeiro de 2004 de autoria do projeto Poder Executivo cria a Região Administrativa que especifica e dá outras providências. 

A vice-governadora do distrito federal, no exercício do cargo de governador do distrito federal, faço saber que a câmara legislativa do distrito federal decreta e eu maria de lourdes abadia sanciono a lei que fica criada a região administrativa de Sobradinho II – RA XXVI.)

Em 1990, o Governador do Distrito Federal, Joaquim Roriz, sensibilizado com os problemas de moradia da população instituiu um programa habitacional para a população de baixa renda, sendo implantados assentamentos em diversas cidades do Distrito Federal.

O Decreto Nº. 13.362 de 07 de agosto de 1991, publicado no DODF de 12/08/1991, declarou de utilidade pública, para fins de desapropriação, as glebas de terras de particulares e direitos e direitos de arrendamentos de chacareiros das fazendas “Sobradinho” e “Paranoazinho”, com a finalidade de dar continuidade ao programa de assentamento da camada da população de baixa renda. Foram declaradas de utilidade pública para fins de desapropriação, a área de terras particulares situada na fazenda “Paranoazinho”, pertencentes ao espólio de José Candido de Souza Dias ou sucessores e todas as benfeitorias, acessões e direitos de arrendamento dos chacareiros existentes no local, como também na fazenda “Sobradinho”, lugar denominado como Largo do “Saco da Lagoa”. A área desapropriada foi de aproximadamente 177 hectares e era parte desmembrada de outra maior, anteriormente pertencente à Balbino Claro de Alarcão e de sua mulher, Franklina Dutra de Alarcão.

A área para implantação de Sobradinho II foi objeto de um projeto especial de urbanismo elaborado pelo extinto Instituto de Planejamento Urbano do Distrito Federal – IPDF, onde foram destinadas áreas para lotes de uso misto-comercial/residencial, residencial unifamiliar e comercial, serviços e institucional.

A primeira missa comemorativa pelo aniversário da cidade foi celebrada no dia 11/10/1991, pelo padre Jonas Vettoracci, ex-administrador regional da cidade de Sobradinho.

Características da Região A região onde foi implantado o assentamento de Sobradinho II localiza-se em uma superfície topográfica plano-ondulada, com declives suaves, próximo ao Ribeirão Sobradinho e seu tributário o Córrego Paranoazinho, integrantes da Bacia do Rio São Bartolomeu.

De acordo com a Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios – PDAD/2004, realizada pela Secretaria de Planejamento, Coordenação e Parcerias do Distrito Federal, atualmente Sobradinho II possui cerca de (+/-) 72.000 habitantes.

À distância de Sobradinho II para o Plano Piloto de Brasília é de aproximadamente 26 km, a partir dos acessos pela DF 420, DF 150 e BR 020. Limita-se ao Norte com o Cemitério da cidade e Condomínio Setor de Mansões, ao Leste com o Ribeirão e Sobradinho, a Oeste e Noroeste com diversos condomínios surgidos na região e ao Sul com o córrego Braço do Paranoazinho e Chácaras da região.

Administração

Atual Administrador(a): Alexandre de Jesus Silva Yañez  (Alexandre Yannez).
Empossado em: 02/01/2019 – ATUAL

Administração Própria

Em 27 de janeiro de 2004, o Decreto nº 3.314, criou a Região Administrativa XXVI – RA- XXVI.

Características da Região

A região onde foi implantado o assentamento de Sobradinho II localiza-se em uma superfície topográfica plano-ondulada, com declives suaves, próximo ao Ribeirão Sobradinho e seu tributário o Córrego Paranoazinho, integrantes da Bacia do Rio São Bartolomeu. A distância de Sobradinho II para o Plano Piloto de Brasília é de aproximadamente 26 km, a partir dos acessos pela DF 420, DF 150 e BR 020. Limita-se ao Norte com o Cemitério da cidade e Condomínio Setor de Mansões, ao Leste com o Ribeirão e Sobradinho, a Oeste e Noroeste com diversos condomínios surgidos na região e ao Sul com o córrego Braço do Paranoazinho e Chácaras da região.

COntribua com nosso jornal

Email

contato@jornaldesobradinho.com.br

Telefones

+(55) 61 99674-7010
+(55) 61 3263-3074

Endereço

Comercial da Quadra 06 Área Reservada 02 Edifício Lê Premier Sala 412 Kit/Sala – Sobradinho 1 – DF – CEP: 73.025-060

Tamanho da Fonte
Contraste
WhatsApp chat