DO LAGO OESTE PARA O MUNDO

O economista começou o cultivo em propriedade no Lago Oeste, em 2003, após se aposentar. “Sou de uma geração que se aposentou muito cedo. Eu tinha muita preocupação de ficar sem o que fazer, pois via meus colegas que se aposentavam e tinham problemas de toda natureza”, afirma. “Então, comecei a plantar café como terapia ocupacional”

consulte Mais informação