sexta-feira, julho 12, 2024
InícioAgriculturaProdutores assistidos pela Emater em Planaltina doam excedentes da produção

Produtores assistidos pela Emater em Planaltina doam excedentes da produção

A diretora de Segurança Alimentar e Nutricional da Ceasa-DF, Lidiane Pires, o produtor rural Amaro Nunes e o gerente do escritório da Emater-DF na Taquara, Revan Soares | Foto: Divulgação/Emater-DF

Cerca de 15 toneladas de repolho e dois mil pés de alface alimentaram em torno de 60 mil pessoas

Produtores atendidos pelo escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Distrito Federal (Emater-DF) no Núcleo Rural Taquara, em Planaltina, doaram a produção excedente ao Banco de Alimentos. Amaro Nunes de França e Francisco Antônio de Barros doaram, respectivamente, 15 toneladas de repolho e dois mil pés de alface para as entidades assistenciais cadastradas junto ao programa, que atende pessoas em situação de vulnerabilidade alimentar.

O gerente do escritório local da Emater no Taquara, Revan Soares, informou que o trabalho de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) prestado pelos extensionistas envolve também a comercialização da produção rural e o incentivo às doações quando há dificuldades de comercialização. “Sempre orientamos e fazemos a intermediação junto ao Banco de Alimentos quando sabemos pelos produtores atendidos que a produção está excedente, seja por queda de preços, quando há aumento da oferta do produto no mercado, ou em casos de fim de safra, mas em ambos os casos o produto mantém a qualidade sanitária e pode ser consumido perfeitamente”, afirmou.

De acordo com o produtor rural Amaro Nunes de França, atendido pela Emater desde 2005, a produção excedente sempre era jogada fora. “Foi gratificante para mim ter feito essa doação com apoio da Emater-DF, pois tem muita gente passando fome e é uma alegria poder ajudar. Essa é uma iniciativa do governo muito positiva e sempre que tiver mercadoria sobrando, vou falar com o Revan”, destacou, se referindo ao gerente Revan Soares.

O presidente da Emater-DF, Cleison Duval, ressaltou que um dos princípios que permeiam as ações de assistência técnica e extensão rural da empresa é contribuir para a segurança alimentar e nutricional da população do Distrito Federal. “Fomentar o desperdício zero no campo por meio de doações das produções excedentes é um trabalho que estamos realizando em todos os escritórios locais e que conta com a participação crescente dos produtores rurais atendidos pela empresa.”

Banco de Alimentos

O programa Banco de Alimentos tem o objetivo de mitigar o desperdício de alimentos no âmbito da Ceasa-DF, recolhendo, selecionando e distribuindo os alimentos que eram descartados por estarem fora do padrão de comercialização, mas que estão aptos para o consumo humano. Esses alimentos são doados para instituições filantrópicas do DF, complementando as refeições de pessoas carentes e fortalecendo a segurança alimentar e nutricional. O Banco de Alimentos, gerido pela Ceasa, coordena o Programa de Coleta e Doação de Alimentos (PCDA), que está apoiado em três eixos de recebimentos de alimentos: Desperdício Zero, Aquisição de Alimentos e Doação Solidária.

Segundo informações da diretora de Segurança Alimentar e Nutricional da Ceasa, Lidiane Pires, em 2022, o programa Desperdício Zero arrecadou mais de 150 toneladas de alimentos que seriam jogados no lixo, mas alimentaram cerca de 60 mil pessoas.

“Num momento em que há grande insegurança alimentar entre as pessoas em situação de vulnerabilidade, ampliar o aproveitamento dos alimentos é fundamental para combater a fome. Vale ressaltar que o Desperdício Zero é dedicado a evitar que alimentos sem apelo comercial, mas com condições adequadas para consumo humano sejam aproveitados, além de contribuir com o meio ambiente, uma vez que reduz a quantidade de resíduos enviados ao aterro, reduzindo assim a formação de gases de efeito estufa e o enchimento acelerado do aterro. Nesse processo, a participação da Emater-DF foi fundamental para as doações do Desperdício Zero no Campo, pois ela é o braço do governo junto aos produtores rurais, que fazem a intermediação das doações”, declarou Lidiane.

Segundo dados do balanço do Programa de Coleta e Doação de Alimentos, entre janeiro e agosto de 2022, houve a arrecadação de 625.458 quilos de alimentos, que geraram três milhões e 127 mil refeições completas em 155 instituições assistidas.

*Com informações da Emater-DF

Emícles Nogueira Nobre Júnior
Emícles Nogueira Nobre Júniorhttp://jornaldesobradinho.com.br
Jornalista Profissional DRT 12050/DF, Blogueiro, Gestor Comercial & Diretor Geral do Jornal de Sobradinho.
RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

error: Conteúdo protegido
WhatsApp chat