Dois dos presos insistiam na formação de uma milícia. Já o outro detido se organizava para estabelecer o tráfico de entorpecentes na região

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), cumpriu três mandados de prisão na manhã desta quinta-feira (9), sem Sobradinho I. Os alvos eram criminosos que tentavam reativar organizações criminosas após outros membros terem sido presos em março deste ano. 

Dois dos presos insistiam na formação de uma milícia. Já o outro detido se organizava para estabelecer o tráfico de entorpecentes, contudo não teve tempo para adquirir as drogas já que foi preso antes. 

Quanto aos milicianos eles já estavam colocando placas nas casas, com o nome de “ronda”.

Todos os três presos, um de 20, outros de 31 e 34 anos, já tinham passagens pela polícia, inclusive por tráfico, porte de arma, homicídio e roubo.

No bar de um dos presos ainda foram apreendidos 110 maços de cigarro, sem nota fiscal e de procedência ignorada.

Eles ficarão em regime de prisão preventiva até o fim do processo, pela prática de associação criminosa, com pena prevista de 4 a 8 anos de reclusão.

Fonte: João Carlos Magalhães Teles / Jornal de Brasilia