PCDF prende idoso acusado de estuprar jovem portadora de paralisia cerebral

 Equipe da 35ª DP, realizou, nessa terça-feira (6), a prisão de um idoso, de 65 anos, acusado de estupro de vulnerável praticado contra uma jovem portadora de paralisia cerebral. A ação ocorreu em cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça.

Segundo as investigações, os abusos sexuais foram praticados entre julho e dezembro do ano passado. O idoso, que trabalhava na empresa da família da vítima, aproveitou-se da confiança dos familiares para ter livre acesso à residência e praticar os abusos contra a jovem.

 “Em face da reiteração dos abusos sexuais, a vítima veio a engravidar. Realizado o exame de DNA, ficou confirmado a paternidade do filho. Diante dos fatos e provas, o criminoso não teve como negar a autoria do crime, sendo condenado pela Justiça a uma pena de até 15 anos de reclusão”, destaca o delegado-chefe da 35ª DP, Laércio Carvalho.

Cumpridas as formalidades da Lei, o acusado foi recolhido à carceragem da PCDF, onde permanece à disposição do judiciário.

Assessoria de Comunicação/DGPC