Trabalhos antecedem retorno de atividades de salões de beleza e academias

Onde estacionar era a pergunta mais frequente de comerciantes e frequentadores do comércio da DF 420, em Sobradinho II, na altura do condomínio Serra Azul. Eles reclamavam do estado de conservação dos bolsões de estacionamentos da rua, que passa no meio da cidade, tem inúmeras lojas e é uma região comercial muito frequentada pelos moradores.

Nesta segunda-feira (6), porém, as equipes do Polo Norte realizaram reparos nos três bolsões de estacionamento da área comercial que são pavimentados com asfalto de má qualidade e estavam cheio de buracos.

Dono de uma barbearia na região, Josenilton Cunha, 35 anos, contou que os clientes reclamavam que não conseguiam encontrar uma vaga no comércio, o que influenciava no movimento da loja. “Até fiquei surpreso quando vi o pessoal trabalhando. A melhoria vem em boa hora, estamos nos preparando para retomar as atividades”, disse Josenilton.

Os trabalhos do polo em Sobradinho II serão finalizados nesta terça-feira (7), quando as equipes seguem para a Fercal.

Mobilidade aos moradores rurais

Nesta semana, o Polo Oeste inicia os trabalhos em Brazlândia levando uma série de benfeitorias para a cidade. Além de limpeza das ruas, recolhimento de galhos e inservíveis, a agenda de ações inclui a recuperação de estradas rurais da região. As máquinas patrolaram as vias de terra do Núcleo Rural Radiobrás, do Rodeador e da DF-435 que estavam em péssimas condições. As últimas chuvas, que foram abundantes, causaram várias erosões que dificultavam a passagem de veículos. Segundo a Administração de Brazlândia, a manutenção foi feita em uma extensão de cinco quilômetros.

Vias esburacadas

Os moradores da área urbana também são beneficiados pelo GDF Presente. As operações de tapa buracos continuam sendo feitas por todo o Distrito Federal. No Setor de Oficinas Norte foi preciso oito toneladas de massa asfáltica para deixar as vias sem buracos. Já no Gama, as equipes trabalharam nas quadras 10 do Setor Sul e 10 do Setor Oeste com dois caminhões, atendendo a uma reivindicação dos moradores. Um total de 17,5 toneladas de massa asfáltica foi usada só nas ações desta segunda-feira (6). “Enquanto o GDF Presente está na cidade estamos fazendo tapa-buracos todo dia”, ressalta a administradora, Joseane Monteiro.

Nesta terça-feira (7), os funcionários da administração, em parceria com a Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), vão começar a revitalização do Parque Vivencial do Gama. A pista que passa dentro do parque receberá tapa-buracos, as árvores serão podadas, a grama roçada, a pista de cooper e o campo de futebol serão iluminadas e os meios-fios pintados. Os trabalhos devem demorar 20 dias para serem concluídos.

Limpeza na Feira dos Importados

O GDF Presente fez uma grande operação de limpeza e manutenção na Feira dos Importados, no Setor de Indústrias e Abastecimento (SIA) nesta segunda-feira (6). Ao todo, duas caçambas de caminhão ficaram cheias de entulho, retirado dos arredores da feira. Além disso, a equipe do programa, em conjunto com a administração regional, lavou o sistema de águas pluviais do local para evitar alagamentos.

A administradora do SIA, Luana Machado, afirmou que o reforço do GDF Presente é muito importante nas ações. “A nossa equipe faz um mapeamento das localidades que apresentam mais problemas”, disse. “As obras ajudam a causar menos transtornos para a população, principalmente em épocas de chuva”.

Presidente da Feira dos Importados, Damião Leite Soares, elogia o trabalho. “Quanto a limpeza não tenho do que reclamar. Toda segunda-feira limpam os arredores da feira”, diz. Para ele, o local limpo melhora a aparência da feira, aumenta o fluxo de clientes e melhora o dia-a-dia dos feirantes.

O Polo Central Adjacente I continua o trabalho de limpeza dos arredores da Unidade Básica de Saúde (UBS) da Vila Planalto. Dois caminhões de pneus-velhos e quatro de lixo e entulho foram retirados do local. A área de atendimento da tenda que dá apoio à UBS e atende casos suspeitos de Covid-19 foi varrida e lavada, assim como o estacionamento da UBS.

Fonte: Gizella Rodrigues e Rosi Araújo, Edição: Carolina Jardon