quinta-feira, julho 18, 2024
InícioArtigosGDF Mais Perto do Cidadão leva serviços essenciais para os moradores de...

GDF Mais Perto do Cidadão leva serviços essenciais para os moradores de Sobradinho II

Em sua 31ª edição, o programa disponibilizou tendas de saúde com vacinação, inscrição gratuita em cursos e atendimentos no Na Hora

Neste fim de semana, a comunidade de Sobradinho II recebeu a 31ª edição do programa GDF Mais Perto do Cidadão, com ações realizadas em conjunto com vários órgãos do DF. Até a edição anterior, realizada em Ceilândia, já haviam sido contabilizados cerca de 215 mil atendimentos desde o início de 2023.

A secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani, frisou que, em cada edição, é feita uma abordagem diferente, de acordo com a temática de conscientização do mês. Em junho, as ações são voltadas para o combate à violência contra a pessoa idosa, e por isso foi montada uma tenda de saúde no local para tratar desse tema.

Nas tendas montadas ao lado da administração regional, os cidadãos também contaram com uma gama de serviços gratuitos à disposição, como atendimentos do Na Hora, da Polícia Civil e demais órgãos públicos – além de atividades artísticas e de lazer para a família e serviços de beleza.

“É um evento para toda a família, a gente faz um apanhado geral dos serviços do governo para que a gente possa chegar perto do cidadão. Quando a gente traz uma estrutura desse tamanho quinzenalmente para as cidades, a gente mostra que o governo está à disposição das pessoas cada vez mais com mais serviços”, observa a secretária.

Saúde mais perto

Na área da saúde, todas as vacinas do calendário de rotina estavam sendo aplicadas, incluindo as da gripe, covid-19, tétano, hepatite B e febre amarela. “Se tiver uma vacina faltando, aqui é a oportunidade ideal para atualizar o cartão de vacina”, afirmou a enfermeira da secretaria de Saúde Eudoxia Rosa Dantas.

Até a edição anterior, realizada em Ceilândia, já haviam sido contabilizados cerca de 215 mil atendimentos desde o início de 2023

Para os pets também estava disponível a aplicação de vacina antirrábica. A estudante Yasmin Pereira da Silva Santos, de 15 anos, aproveitou para levar o cachorrinho Spike para vacinar. “Esse programa é bom porque tem gente que não tem carro para ir e alguns ônibus não aceitam levar os cachorros. E, às vezes, as pessoas não têm condição financeira de botar as vacinas dos cachorros em dia”, destacou a jovem.

Cursos e serviços

Um dos destaques do evento é a área do Na Hora, que adianta documentações e diversos serviços para a população. A dona do lar Jaqueline Parlandrino, 34, aproveitou as equipes presentes para fazer a nova identidade e se inscrever no programa Prato Cheio. “Facilita muito a vida da gente, principalmente a minha, que tem filho pequeno”, ela destacou, reforçando a importância do evento ser perto de casa.

A secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani, frisou que, em cada edição, é feita uma abordagem diferente, de acordo com a temática de conscientização do mês

Também estava disponível à comunidade a oportunidade de inscrição gratuita em cursos profissionalizantes. A coordenadora pedagógica do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), Núbia Monsuete, explicou que além das inscrições a carreta ofereceu corte de cabelo feminino e design de sobrancelha com profissionais formados pelo Senac. “Temos cursos de cabeleireiros, moda, TI e diversas áreas. As pessoas podem vir e no que se interessarem a gente inscreve”, ressalta.

O GDF Mais Perto do Cidadão também abraça áreas de artesanato para os expositores que desejam mostrar seus produtos no mercado. São diversas tendas com os objetos, a maior parte de mulheres que fazem parte dos projetos de empreendedorismo feminino da Sejus.

“Nossa ideia é o empoderamento feminino, gerar essa economia criativa delas. A gente acolhe e ajuda nessa valorização do trabalho e o retorno delas é sempre positivo, mesmo que às vezes não consigam vender muito, mas pegam encomendas e as pessoas conhecem. Para elas é muito importante a gente poder apoiar nessa questão financeira”, acentuou o coordenador do banco de talentos da Sejus, Guilherme Rodrigues.

 Fonte: Jak Spies, da Agência Brasília , Edição: Ígor Silveira, Fotos: Tony Oliveira/Agência Brasília

Emícles Nogueira Nobre Júnior
Emícles Nogueira Nobre Júniorhttp://jornaldesobradinho.com.br
Jornalista Profissional DRT 12050/DF, Blogueiro, Gestor Comercial & Diretor Geral do Jornal de Sobradinho.
RELATED ARTICLES
- Advertisment -

Most Popular

Recent Comments

error: Conteúdo protegido
WhatsApp chat