Ranieri Carneiro Falcão, é professor há 31 anos e milita pelas causas da Educação na cidade serrana sendo considerado por muitos professores e funcionários da Secretaria de Educação, como um negociador das causas difíceis. Para o Cargo de Coordenador Regional de Ensino de Sobradinho ligado à Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal, foi nomeado no último dia 30 de julho. Está retornando ao cargo, com mais experiência e certo que pode fazer muito mais pela Educação da nossa cidade. Quando esteve à frente da Coordenação Regional de Sobradinho, em 2008, participou ativamente da construção das Escolas Classe 16 (Nova Colina), Escola Classe 17 (Vila Rabelo), Centro de Educação Infantil 04 (Quadra 04 Sobradinho) e reconstrução da Escola Classe Santa Helena (com a oferta de Educação Integral) e Escola Classe Morro do Sansão.

JS- Quais os grandes desafios da regional?

O grande desafio hoje da Regional de ensino é retornar com o ano letivo presencial, que diante dessa pandemia, as escolas tem ofertado as aulas com atividades não presenciais, de forma virtual, ou com materiais impressos entregues a comunidade escolar, onde todos estão envolvidos nesse processo, mesmo com dúvidas, anseios e incertezas, porém, desempenhando com qualidade o novo desafio proposto. Nossa preocupação de imediato é estar com todas as escolas preparadas, seguindo as exigências e orientações da OMS e dos órgãos regionais de Saúde, para que tanto os funcionários, colegas, e os nossos alunos tenham maior segurança e conforto.

JS-E como está o atendimento nas creches?

Atualmente, a Secretaria de Educação dispõe de 4 creches, 1 em Sobradinho I e 3 em Sobradinho II (CEPI João de Barro, CEPI Araçá Mirim, CEPI Canela de Ema e CEPI Flor de Lis) respectivamente, além das Escolas Conveniadas. O atendimento dessas creches e conveniadas também está suspenso em função da pandemia. A UNIPLAT (Unidade dessa Coordenação) que gerencia as vagas, de acordo com as exigências previstas em leis, para a matrícula das crianças nas mesmas.

JS- Quantas escolas públicas estão sob a responsabilidade da regional?

Temos ao todo 47 escolas, sendo 37 urbanas e 10 do campo. Além das escolas conveniadas e das creches que temos parceria.

JS-Qual o desempenho dessas escolas?

Estou em reunião com as escolas para me inteirar da real situação, fazendo um diagnóstico para iniciarmos nosso trabalho, mas tenho certeza que estão caminhando bem, pois os gestores das instituições são competentes e dedicados. E as escolas que estão com o índice baixo no IDEB, estaremos traçando estratégias junto às mesmas para ajudá-las.

JS-Como é feito o monitoramento dos trabalhos de coordenação pedagógica?

Quero estar junto às escolas para resolver as demandas e os anseios da nossa Comunidade Escolar, com agilidade, compromisso, ética e sem burocracia, para a melhoria da Educação de

Sobradinho e do DF. A UNIEB (Unidade Pedagógica da CRE) é responsável pelo monitoramento pedagógico, Projetos, entre outros e estará dando todo o suporte necessário.

JS-Qual o ponto central da nova gestão da regional?

Depois de 10 anos, estou retornando à Coordenação Regional de Ensino de Sobradinho, de uma forma humanizada, centrada e com mais experiência para fazer o possível e o impossível, trabalhando diuturnamente para o alcance de uma Educação de excelência na nossa cidade.

JS- O que o senhor gostaria de dizer aos moradores e parceiros de trabalho de Sobradinho?

Que estamos à disposição de todos e vamos trabalhar para zerar todo déficit de vagas existente na rede pública local. Temos ciência de que a situação que atravessamos é difícil para todos nós, entretanto temos a convicção de que se estivermos mais juntos, unidos, fazendo um trabalho de parceria, focado no bem estar de todos, conseguiremos passar por esse momento com coragem e dedicação.

Por Emicles Nogueira Nobre Júnior ( Júnior Nobre ) / JS – DRT 12050/DF – (texto e fotos/JS)