Por Ferreira Santos/repórter policial

Sargento Sidclei. A Fé em Deus durante resgate de amigo acidentado durante uma trilha na Fercal.

O primeiro sargento da Policia Militar do Distrito Federal Sidclei Lima de Souza, nunca imaginaria que um rotineiro passeio de bicicleta com o amigo Ronan Rezende, de 53 anos, durante uma trilha se transformasse numa situação de vida ou morte para um deles. O militar clamou a Deus, superou momentos difíceis, controlou o estresse o desespero e salvou a vida do colega acidentado gravemente com a Fé de Deus. Em casa se recuperando Ronan já pensa em voltar à vida sobre duas rodas. A manhã do dia 12/03/2020, ficará marcada na vida desse herói e dos anjos, que o ajudaram. Passava das sete horas da manhã, o policial e o colega pedalavam por uma trilha em suas bicicletas na localidade conhecida como Córrego do Ouro Fercal, área de Sobradinho II DF.

No percurso o companheiro de trilha perde o controle da bicicleta, cai numa ribanceira de aproximadamente 10 (dez) metros cheios de valas, mato alto local ermo. Começava uma luta pela vida.

Momento em que a vítima foi resgatada do barranco pelo sargento até a estrada.

A saga do sargento Sidclei, o militar teve que enfrentar perigo, as dificuldade do terreno, o mato, arvoredo, cobras e insetos obstáculos os riscos até chegar ao acidentado percebeu que o rosto do amigo estava roxo, calça rasgada, várias arranhões e bastante sangramento no lado esquerdo da cabeça, levando a crer que havia sangramento pelo ouvido, depois de analisar o estado geral do amigo o sargento percebeu que havia respiração, de imediato abriu a boca empurrou a língua que naquele instante obstruía a respiração da vítima, depois de vários procedimentos do militar na tentativa que o homem retornasse a respiração, a vítima veio a fazer “barulhos”, voltando a “enrolar a língua” o policial manteve os dedos na boca da vítima, que continuava sem respirar. O policial deu início a massagem ao mesmo tempo clamava a Deus pela vida da vítima, gritava por socorro, mas ninguém ouvia o local isolado e não havia sinal de celular para chamar socorro. Mas o amigo não ficaria para trás.

O tempo passava nosso herói estava exausto, de repente a vítima com os olhos fechados começou a gemer, o sargento tentava conversar, mas não obtia resposta. Estavam em um local deserto a solução era arrastar o companheiro de trilha até a estrada, onde pudesse ser visto por alguém.

Começa o resgate, o sargento Sidclei colocou a vítima entre as pernas, abraçou o corpo da vítima por trás, como estivesse sentado e foi arrastando para trás puxando simultaneamente, alternando com pausas para descanso, foi assim que conseguiu chegar a estrada, cerca de uma hora depois do acidente.

Posicionada a vítima parecia dormir, o sargento tentou acordá-lo insistentemente beliscando os mamilos, arrancando os pêlos do peito e pedindo a Deus para que ele desse um sinal, nesse momento, a vítima gemeu e levantou o braço esquerdo até a altura do rosto.

O sargento Sidclei permaneceu perto do companheiro de trilha o tempo todo, à espera de socorro, mas não passava ninguém, foi então que teve que tomar outra decisão, que salvaria o amigo. Nosso herói decidiu pegar a bicicleta, subiu uma ladeira em busca de socorro, após pedalar por um longo trecho avistou uma chácara e chegando na porteira o sargento gritou por socorro, e finalmente a esperança e a felicidade daquele bravo herói renasceu, apareceu um senhor, o sargento explicou a situação do amigo ao dono da chácara, o senhor Passarinho, que liberou a casa de onde o policial fez o uso da internet enviando mensagens pelo aplicativo WhatsApp, a integrantes do 13º Batalhão da Policia Militar de Sobradinho. O socorro vinha do Céu.

Corpo de Bombeiros e Samu. Por terra e ar socorro a Ronan Rezende ao  Hospital de Base de Brasília onde ficou em coma induzido.

Passarinho, o anjo dono da chácara, foi ao local do acidente e se desesperou ao ver a vítima, de volta a chácara onde o sargento continuava com os contatos de pedido de socorro, por volta de 10h30h, o alívio, do céu o som de um helicóptero, era os anjos de laranja do Corpo de Bombeiros Militar do DF, sobrevoando o local que era de difícil acesso por terra. Viaturas do SAMU, e duas do CBMDF, logo chegaram ao local fazendo o transporte da vítima até a aeronave, que pousou mais acima, cerca de 2km do acidente. Após os procedimentos de praxes a vítima foi socorrida para o Hospital de Base de Brasília.

Por coincidência a soldado Meire que compunha uma das equipes do CBMDF, disse para o sargento Sidclei, que recebeu o contato do sargento Sampaio do 13º Batalhão da Policia Militar, em Sobradinho, via aplicativo WhatsApp funcional do Batalhão da PMDF, conforme print na matéria abaixo.  Em contato, familiares informaram que no mesmo dia os médicos induziram a vítima ao coma, estado este que permaneceu por aproximadamente 16 (dezesseis) dias. Após esse período, com as graças de Deus ele acordou passou por tratamento intenso, inclusive no hospital Sarah Kubitschek e hoje se recupera em casa.

Certo de que sem a atuação, deste participante e meios utilizados no deslocamento da vítima (HELICÓPTERO CBMDF) no dia do acidente, a vítima, não estaria no seio de sua família, assim como falaram os médicos.

https://1.bp.blogspot.com/-atC9WbNd5_0/XxysTbiXfwI/AAAAAAABHY0/kBF4KJgEIsQpdA8DRWEoOzCsuWPN224KgCLcBGAsYHQ/w625-h369/20200725_184450.jpg

CÂMARA LEGISLATIVA DO DISTRITO FEDERAL GABINETE DO DEPUTADO ROOSEVELT VILELA – GAB. 14 MOÇÃO Nº , DE 2020 (Do Sr. Deputado Roosevelt Vilela). Reconhece e apresenta votos de louvor ao 1º Sgt QPPMC SIDCLEI LIMA DE SOUZA pelo ato de bravura cometido quando durante seu período de folga socorreu um ciclista acidentado num local de difícil acesso e com sua ação conseguiu salvar a vida da vítima. Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal Nos termos do artigo 144 do Regimento Interno desta Casa, tenho a honra de propor esta Moção para parabenizar e apresentar votos de louvor ao 1º Sgt QPPMC SIDCLEI LIMA DE SOUZA pelo ato de bravura cometido quando durante seu período de folga socorreu um ciclista acidentado num local de difícil acesso e com sua ação conseguiu salvar a vida da vítima. JUSTIFICAÇÃO O Policial Militar, 1º Sgt QPPCM Sidclei Lima de Souza, em uma atuação ímpar envolvendo muita coragem, técnica e amor ao próximo, cometeu um verdadeiro ato de bravura ao conseguir salvar a vida de um ciclista que se acidentou gravemente numa trilha próxima à comunidade Córrego do Ouro em Sobradinho-DF. A vítima caiu em um barranco de aproximadamente 10 metros de altura e ficou gravemente ferida, ficando inconsciente evoluindo para parada cardio respiratória. O militar não mediu esforços para descer o barranco, alcançar a vítima e conseguir prestar socorro a ela, para isso precisou realizar manobras de reanimação e escalar o barranco de volta carregando a vítima que se encontrava gravemente ferida. O Policial conseguiu colocar a vítima em um local que possibilitasse o acesso do socorro e fui buscar ajuda, visto que no local não tinha sinal de celular e nem trânsito de pessoas ou veículos. Após conseguir chegar em local que possibilitasse o acionamento do socorro, foram deslocadas viaturas e aeronave do Corpo de Bombeiros para prestar o socorro à vítima. Graças à bela atuação do militar e toda sua bravura e amor ao próximo, o cidadão foi socorrido, transportado ao hospital na aeronave e conseguiu se recuperar, estando hoje, ele e sua família, eternamente gratos ao ato de bravura demonstrado pelo nobre policial militar. Com a conduta ímpar do militar esta Casa Legislativa não poderia se furtar do dever de enaltecer e estimular condutas como a praticada, visto que o poder público tem um só norte, servir à sociedade. Por todo o exposto entendo que esta casa tem o dever de reconhecer esse brilhante profissional que cumpriu seu juramento ao ingressar na Polícia Militar do Distrito Federal: “Ao ingressar na Polícia Militar do Distrito Federal, prometo regular minha conduta pelos preceitos da moral, cumprir rigorosamente as ordens das autoridades a que estiver subordinado e dedicar-me inteiramente ao serviço policial-militar, à manutenção da ordem pública e à segurança da comunidade, mesmo com o risco da própria vida”. Este parlamentar como Presidente da Comissão de Segurança e sendo oriundo do Corpo de Bombeiro Militar do Distrito Federal, conhecedor dos riscos que envolvem a profissão do profissional de segurança pública bem como do comprometimento dos profissionais em exercer com maestria suas funções, tem o dever e a honra em propor o reconhecimento do ato de bravura cometido pelo brilhante Policial Militar Sidclei Lima de Souza. Sala das Sessões, em Roosevelt Vilela Deputado Distrital Documento assinado eletronicamente por ROOSEVELT VILELA PIRES – Matr. 00141, Deputado (a). Distrital, em 23/07/2020, às 17:13, conforme Art. 22, do Ato do Vice-Presidente n° 08, de 2019, publicado no Diário da Câmara Legislativa do Distrito Federal.

Por Ferreira Santos/repórter policial – Artigo Colaboração para o Jornal de Sobradinho